A prática do Evangelho no lar é fundamental para a família fortalecer seus laços de amor e união no trabalho diário do reajuste espiritual.
A paz do mundo começa entre quatro paredes, sob as telhas que nos acolhem, no conforto do calor humano. Segundo Jesus, o berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma. O lar, onde a família pratica o evangelho com base no amor e respeito, torna-se um foco de luz onde os mentores espirituais buscam os recursos para ajudar os irmãos necessitados.
Primeiro marcamos um dia e hora apropriado para nós e nossos familiares, conscientes de que este é o momento de intimidade da família com Jesus. As reuniões deverão ser realizadas todas as semanas e não esporadicamente. O culto do Evangelho não deverá ser transferido para outro dia por impedimentos circunstanciais. Somente uma forte razão deverá impedir que ele se realize no dia e hora determinada. A reunião não deverá ser muito prolongada, podendo ter, portanto, cerca de 30 minutos de duração.

PRECE INICIAL
Iniciamos com uma simples e espontânea prece.

LEITURA DO EVANGELHO
Fazer a leitura de um trecho do Evangelho. O Evangelho poderá ser aberto ao acaso ou mesmo ser estudado sequencialmente.

COMENTÁRIOS SOBRE O TEXTO LIDO
Os comentários são breves, feitos por todos ou por alguém que se disponha, expondo o que entendeu da leitura.

VIBRAÇÕES
A importância da vibração está no impulso mental que é dado, na vontade sincera de querer ajudar. Enquanto uma pessoa profere as vibrações, os outros, em pensamento sempre ligados a Jesus, vão envolvendo mentalmente, neste clima radiante, as pessoas ou situações que estão sendo mencionadas.

VIBRAÇÕES DE AMOR
Pela fraternidade e paz a todo o Planeta Terra; Pelos viciados em qualquer tipo de droga; Pela renovação interior dos presidiários; Pelos doentes e desabrigados de toda Terra; Pela implantação do Evangelho em todos os lares; Pelo equilíbrio e paz de toda a família; Pelo perdão e concórdia dos que não sintonizam conosco, visualizando a união e amizade mútuas; Pela cura e sustentação dos familiares e amigos que estejam doentes ou precisando de ajuda (podendo citar os nomes); Pelas pessoas que estão presentes no Evangelho; Pelo lar onde está sendo feito o Evangelho.

PRECE DE ENCERRAMENTO
Ao final, proferir prece simples e espontânea, agradecendo ao Mestre Jesus, ao Plano Espiritual que deram sustentação ao Culto do Evangelho no Lar, num clima de paz e de harmonia.
“Organizemos o nosso agrupamento doméstico do Evangelho. O Lar é o organismo social. Em casa, começa nossa missão no mundo.”
Sheilla